Domingo, 1 de Junho de 2008

Perdi a cabeça !

Pois é, ontem foi mesmo dia de perder a cabeça ! E não é que durante uma passeata pelo Fórum Almada ainda arranjei mais peixitos ! 6 Néons e um Tubarão Martelo (oferta do meu irmão mais novo, este já tem nome) !

 

Isto agora se correr mal, nos próximos dias ainda vou ter baixas, pois não sei se tenho bacteriazinhas para reciclar a caca toda de tanta peixeirada ! Mas pronto, são peixes muito engraçados, e vou monitorizar muito atentamente os níveis de amónia e de nitritos nos próximos dias, para evitar baixas.

 

Abaixo segue uma breve descrição do Tubarão Martelo, e uma foto dele, depois quando tirar umas novas também as meto por aqui:

 

 

Distribuição Geográfica: Tailândia.
Comprimento em adulto: Até 45 cm (!!!).
Tamanho do aquário:
Mais de 1 metro.
Temperatura da água: 22 - 26º C
PH: 6.5 - 7.5
GH: 20
Características: Peixe noctívago, durante o dia é frequente esconder-se nos locais mais escuros do aquário. É também durante o dia que o peixe se pode apresentar mais assustado, podendo mesmo fazer grandes investidas com o "nariz" contra os vidros do aquário, numa demonstração clara de "stress", ficando muitas vezes atordoado.
O Tubarão Martelo não deve ser mantido com espécies mais pequenas (tadinhos dos néons), pois quando é maior tem uma tendência predadora que o pode fazer devorar os peixes menores. No aquário não costuma crescer acima dos 45cm (quando crescer tanto vai pro tacho), mas no seu habitat natural pode chegar a atingir 1 metro de comprimento.

Alimentação: São peixes omnívaros, aceitam todo o tipo de alimentos vivos, secos ou liofilizados.
Reprodução: A reprodução é difícil, bem como a distinção sexual nesta espécie.

 

Quanto aos simpáticos Néons, são estes bichinhos aqui em baixo:

 

 

Classe: Acinopterygii
Ordem: Cypriniformes
Família: Cyprinidae
Género: Tanichthys
Espécie: Tanichthys albonubes
Nome comum: Tanictis, néon chinês
Origem: China

pH: Idealmente a 6,7 mas suporta qualquer nível entre 6 e 8, embora prefia a água ácida.
dH: 5-19
Temperatura: 10 a 25 graus centígrados. Idealmente entre os 20 e os 23.
Comprimento máximo: 4 cm

Hábitos alimentares: alimenta-se de pequenos seres e particulas em suspensão. A boca dos tanictis não é muito grande; consequentemente, não conseguirá comer tudo o que lhe for oferecido.

Reprodução: é possível e não muito difícil. Geralmente, se possuir um grupo de tanictis no seu aquário, este for minimamente plantado e não possuir predadores das crias, em pouco tempo terá o aquário com muito mais peixes do que aqueles que possuía inicialmente. Porém, tal nem sempre acontece. Se pretender forçar a reprodução, deverá adquirir um grupo de cerca de seis indivíduos e colocá-los num aquário de 25 ou mais litros, a 22 graus centígrados. Coloque uns berlindes no fundo e introduza algumas cabombas e elódeas a flutuar. Logo após a introdução dos peixes no aquário, os machos começarão a cortejar e a roçar-se nas fêmeas. Os ovos serão depositados e eclodirão 48 horas mais tarde. O diformismo sexual não é difícil de ser observado: o macho é mais colorido e possui as barbatanas mais longas, enquanto que as fêmeas costumam ser mais gordinhas e menos atraentes.

Comportamento social: são bastante activos e totalmente inofensivos. Não farão mal a nenhum companheiro, sendo que são adequados para qualquer aquário onde não estejam ameaçados por nenhum outro peixe. São peixes de cardume, devem ser mantidos em grupos de, no mínimo, 6 indivíduos.

Dimensões mínimas do aquário: seguindo a regra de 1 centímetro de peixe por litro de água e respeitando o número mínimo aconselhável de exemplares, o aquário deve possuir, no mínimo, 24 litros. Isto, se apenas possuir tanichthys, obviamente. Mas com um aquário um pouco maior, viverão mais felizes e, provavelmente, as suas cores ficarão mais intensas.

Disposição do aquário: deve possuir algumas plantas mas também algum espaço vazio para que os seus tanictis possam nadar livremente.

Recomendações: preocupe-se mais com apreciar a beleza dos peixes do que com fornecer-lhe boas condições. Se nadarem alegremente e não mostrarem sinais de doença, estão óptimos! Talvez até tenha a sorte de eles se reproduzirem sem nunca fazer um único teste aos parâmetros da água. É um excelente animal para quem se está a iniciar na aquarofilia e quer ter um peixe bonito, activo, resistente e possível de ser reproduzido. (in Aquariofilia.net)

 

E pronto, já podem saber um pouco mais acerca das novas aquisições ! Vou metendo mais uns updates conforme tal se justifique ;) Esperemos que se safem todos !!

 

 

 

publicado por omeuaquario às 15:31
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De João a 26 de Janeiro de 2014 às 20:06
Olá ! relativamente ao tubarão martelo.. eu comprei dois agora, há um que está sempre escondido e quando sai está todo stressado e nao para (tal como descreveste), mas ele nunca come o que o outro come :s o que das ao teu de comer?

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Posts recentes

. Mais uns...menos uma !

. Finalmente...o Betta !

. Ti no ni

. Personalidades

. Tragédia...RIP !

. Perdi a cabeça !

. Novas Adições !

. Betta Splendens

. Benvindos

.Arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

.tags

. todas as tags

.Visitantes

blogs SAPO

.subscrever feeds